Caminhos Turismo

O que acreditamos… O que queremos… o que fazemos…

Preparativos

Entrei no site do Caminho do Sol e vi que tinha um formulário para inscrição e já preenchi. Isto foi no dia 18.08 uma segunda feira.

Na terça, pesquisei um pouco mais na NET. Li o relato do Renato Doidera, que resolveu fazer o Caminho em 3 dias, mas que teve o azar de pegar uma puta chuva e acabou desistindo. Vi mais alguns relatos no próprio site do Caminho do Sol, mas não li nenhum inteiro… somente pequenas partes e os agradecimentos.

Conversei com a Fátima, que é uma das organizadoras do Caminho (mesmo nunca tendo o feito, como ela mesmo me disse depois) que me falou um pouco mais do Caminho e dos custos:

Inscrição: R$ 93,00
Seguro: R$ 7,80
Livro Guia: R$ 15,00

Infelizmente meus gastos não seriam só estes. As pousadas a Fatima me disse que custariam em média, R$ 50,00. Também não tinha mochila apropriada, pois a minha tinha rasgado e principalmente… faltava uma bicicleta ainda.

Na terça a noite falei com o Palma, idealizador do Caminho e irmão da Fátima. Ele me deu algumas instruções, já que no meu cronograma não daria para esperar a próxima palestra que ele faz semanalmente para os ciclistas e caminhantes. Ele me passou um cronograma das etapas que deveria fazer em cada dia e em que parada deveria dormir. Ficou assim:

21.08 – Pernoite em Santana do Parnaíba

22.08 – Santana do Parnaíba até a Fazenda Cana Verde, em Itu (64kms)

23.08 – da Cana Verde até Fazenda Milhã em Capivari (74km)

24.08 – de Capivari até Mombuca na Casa de Jesus e da Adriana (66km)

25.08 – de Mombuca à Águas de São Pedro (44km)

Estas distancias ele não me passou. Pediu para olhar no site do Caminho o relato de outros ciclistas. Não olhei e nem calculei o percurso. Não sei se por medo de desistir ou somente por falta de bom senso.

A noite falei com o Danilo, meu amigo das antigas e único ciclista que era brother. Me deu várias dicas de bike e sugeriu que eu olhasse na Decatlon, onde poderia inclusive consultar o estoque de cada loja on-line. Ele me deu algumas dicas do que levar e ressaltou: Selim é importante… se não você não aguenta!

Na quarta, fui pela manha falar com a Fátima, para pagar e pegar meu Livro Guia. Depois disso fui passar em algumas lojas para ver a bike e outras aquisições de uma lista que preparei na noite anterior.

Na quinta, depois de sacar dinheiro e pegar talão de cheque no banco, foi dia de arrumar as coisas. Montei a trilha sonora no MP3 e espalhei tudo que tinha comprado ou separado na mesa da sala.

Embalei tudo em sacos plásticos com me3do da chuva que estava prevista para o sábado. Minha mochila continha:

  • Bomba, Câmera, remendos e chaves para a bike;
  • Carregador de celular e carregador de pilhas e as pilhas, tanto para a maquina fotográfica quanto para o GPS e a Lanterna;
  • Canivete;
  • Protetor Solar, Sabonete, Escova de Dentes, Desodorante, Analgésicos e Material de Primeiro Socorros Básico;
  • Caneta, Papel e o Guia do Pelegrino;
  • 2 Squizis e uma Caneca de Alumínio;
  • Uma camiseta de mangas compridas para frio, uma bermuda, uma calça extra de taktel e 2 camisetas;
  • Meias a Cuecas e um rolo de papel higiênico.

Tudo isto, bem espremido em uma mochila de 20 litros pesando 5,2kg.

Antes de sair, mandei um e-mail para alguns amigos e meu pai me levou de carro até Santana do Paranaiba, onde começaria a  viagem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: